carta do Gestor - Junho 21

Junho 2021

CARTA DO GESTOR

CENÁRIOS E PERSPECTIVAS

1. Conjuntura Econômica

Macroeconomia

A projeção para o crescimento do PIB em 2021 subiu de 4,36% para 5,18%, segundo o boletim Focus de 02/07/2021. Esse novo salto na projeção reflete o cenário mais otimista da população cada vez mais vacinada e de reabertura completa da economia. O Itaú já projeta uma alta ainda maior, de 5,5%, para o PIB brasileiro neste ano. O mercado ainda aguarda os efeitos da nova cepa indiana, que já começa a preocupar e pode alterar as expectativas de crescimento mundial. 

Segundo o IBGE, em maio, a produção industrial cresceu 1,4%, frente a abril, após registrar três meses consecutivos de queda. Na comparação com maio de 2020, a produção industrial teve alta de 24,0%, já no acumulado dos últimos 12 meses, tem alta de 4,9%. 

Ainda sobre o mês de maio, as vendas do varejo tiveram uma alta de 1,4% frente a abril. No entanto, o dado que mais surpreendeu foi o reajuste das vendas de varejo de abril, que havia sido de 1,8% frente a março, e foi revisada para 4,9%, um aumento significativo. Esse resultado corrobora com a nossa tese de reabertura da economia e recuperação do setor de varejo. No ano, o crescimento do setor é de 6,8%

A taxa de desemprego foi de 14,7% no trimestre encerrado em abril, mantendo assim o valor do fechamento do primeiro trimestre. Em números, isso reflete em aproximadamente 14,8 milhões de pessoas procurando emprego. Antes da pandemia, a taxa de desocupação era de 11,2%.

 A balança comercial registrou um superávit comercial de US$ 10,372 bilhões em junho, valor 59,5% superior em relação ao mesmo período do ano passado. Esse superávit renova a antiga marca recorde que havia sido registrada em abril, e é a maior para qualquer mês da série histórica, iniciada em 1997. No primeiro semestre o saldo foi de superávit de US$ 37,496 bilhões, também recorde histórico. As importações totalizaram US$ 17,732 bilhões, uma alta de 61,5% em comparação a junho de 2020. As exportações totalizaram US$ 28,104 bilhões, aumento de 60,8% em relação ao mesmo mês de 2020. Essa alta de junho se deve principalmente ao aumento de 24,92% no mês das exportações do setor de agropecuária. No caso da indústria extrativa, houve alta de 175,79% e da indústria de transformação, de 38,10%. 

No mês de junho, o dólar fechou em $4,97, apresentando uma queda de 4,79% em relação ao fechamento de maio. Para o fechamento de 2021, a expectativa do mercado para o câmbio diminuiu de $5,30 para $5,04. 

O IPCA, indicador de inflação divulgado pelo IBGE, foi de 0,53% em junho, valor abaixo das projeções. No ano, o índice acumula 3,77% de alta e nos últimos 12 meses, 8,35%. A mediana das projeções dos economistas do mercado para a inflação no fim deste ano aumentou de 5,44% para 6,07%, segundo o Focus (02/07). Para 2022, o valor projetado teve um leve ajuste de 3,70% para 3,77%. 

Na reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária), que ocorreu nos dias 15 e 16 de junho, foi decidido, por unanimidade, elevar novamente a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, para 4,25% a.a. Esse ajuste já havia sido sinalizado na última reunião e reforça a posição do Banco Central de tentar manter a inflação de 2022 sob controle e o mais próximo da meta, já que a de 2021 é vista como choque temporário. Segundo o Boletim Focus, a projeção é que a taxa de juros encerre o ano em 6,50%

Bolsa de Valores

O Ibovespa fechou o mês de junho com uma alta de 0,46%, a 126.802 pontos, em um mês marcado por grande volatilidade, com a apresentação da proposta de tributação de dividendos e desdobramentos da CPI da Covid.

2. Estratégias

Considerando as revisões para o PIB de 2021, que indicam crescimento de 5,5%, a estratégia permeia pela captura de retornos auferidos na bolsa de valores. Para tanto, a recuperação cíclica da economia alicerçada pela aceleração da vacinação contra o Covid-19 será de suma importância. Os sinais advindos do índice de confiança apontam para um retorno consistente da atividade econômica. Cabe reforçar que o consenso de mercado é que o Ibovespa chegue a atingir os 145.000 pts ainda em 2021, tese reforça o múltiplo P/L, que se encontra abaixo de sua média histórica.

Ademais, a recuperação da economia doméstica, e o cenário externo favorável com a manutenção dos estímulos beneficiando as empresas exportadoras e atreladas à commodities, reforçam nossa visão. Com a alta da inflação, surgem questionamentos se a Bolsa é um bom investimento, entretanto, as ações são ativos reais que historicamente protegem da deterioração do poder de compra ao longo do tempo. Desde a criação do índice Ibovespa, ele ofereceu um retorno anualizado de 6,3% acima da inflação.

Renda Fixa

 Continuaremos com a estratégia de manter o risco de crédito baixo, prestigiando os títulos de curto prazo pré-fixados. Ao final do ciclo de alta da Selic (estimado em 7,5% a.a.) poderemos voltar a alongar os prazos das operações alvejando prêmios maiores.

Renda Variável

A partir de maio promovemos alterações na carteira visando adequação a conjuntura econômica, principalmente, buscando alternativas pós pandemia. Adquirimos as ações de Eneva (termoelétrica), em razão da forte estiagem, reforçamos as posições de Br Malls, devido a perspectivas de recomposição do fluxo de consumidores circulando em shoppings centers, e compramos ações das Lojas Renner, importante player do varejo, cuja 18% da operação foi redirecionada com êxito para o e-commerce. Ainda, mantivemos posições relevantes na VALE, na Petrobrás e na Equatorial, em razão da recuperação forte da atividade econômica doméstica e internacional. 

Reforço que as teses de alocações e trocas estratégicas estão disponíveis no site da Bluemetrix, no segmento Analytics.

 

Atenciosamente, Renan S. Silva Jr . Gestor, CGA

Disclaimer
O material apresentado é de caráter exclusivamente informativo.  A Bluemetrix Asset não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelos investidores. O investidor deve analisar muitos outros fatores não presentes nessa carta e que devem ser levados em conta para tomar suas decisões. O material não deve ser distribuído ou comercializado para terceiros sem o consentimento da Bluemetrix Asset. Esta carta não se caracteriza e não deve ser entendida como consultoria jurídica, contábil, regulatória ou fiscal em relação aos assuntos aqui tratados. O material não deve ser entendido como uma suposta solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo. A Bluemetrix Asset não se responsabiliza por qualquer erro presente na carta.